GR7 NOTÍCIAS

Prefeita determina confinamento para quem não se vacinar contra Covid

 


Enquanto no Brasil, o problema de muitos gestores municipais têm sido a desistência dos chamados “sommeliers de vacina” – pessoas que querem escolher a marca do imunizante que vão receber nos postos de saúde. Na cidade de Sucre, na Colômbia, a coisa está ainda mais séria.

Cansada de tentar convencer a população de 28 mil habitantes a se vacinar contra a Covid-19, a prefeita Elvira Julia Mercado resolveu que os contrários à vacina serão obrigados a ficar em confinamento a partir desta segunda, 2. “Temos que usar a mão dura como líderes. Todos têm que se vacinar, porque se não, não poderão circular no município de Sucre”, afirmou a uma rádio local, segundo informações da Agência Reuters.

Apesar de o município já ter recebido vacinas para todos os moradores, menos da metade deles compareceu aos postos e, segundo Elvira, isso se deve às desinformações – as famosas fake news – que estão circulando no local. De acordo com o decreto municipal, quem não tomou vacina só poderá sair de casa para receber atendimento médico ou para, finalmente, se imunizar. A punição é uma multa equivalente a R$ 1,3 mil para quem desobedecer.

(*) Com informações do Metrópoles

Nenhum comentário