GR7 NOTÍCIAS

Bares e boates de Boa Vista vão pedir cartão de vacina após baixa adesão de jovens em campanha contra Covid

 


Bares e boates de Boa Vista vão passar a pedir a carteira de vacinação com ao menos a primeira dose contra a Covid. A medida começa a valer no próximo sábado, 7. A capital está com baixa procura de jovens pela imunização e a ideia é mudar este cenário. Assim, quem não estiver imunizado corre o risco de ser barrado nos estabelecimentos.

A decisão de pedir o cartão de vacina foi tomada durante reunião da prefeitura com empresários que compõem a Associação de Produtores de Eventos de Roraima (ADPER) e Comitê Municipal de Combate à Covid-19.

"É hora de agir, temos pressa, pois o momento pede compressão e colaboração pela segurança e a saúde de todos", disse um empresário dono de uma boate, após a reunião.

A prefeitura de pontuou que não se trata de uma exigência, mas, um pedido de apoio a todos os segmentos para que incentivem a vacinação em massa. "É preciso a colaboração de todos nesse momento para conscientizar jovens a partir de 18 anos a se vacinarem."

Segundo o município, a medida foi tomada para incentivar a população a se vacinar contra a covid-19. O G1 mostrou nesta quarta-feira a baixa adesão de jovens na campanha, com pontos de vacinação completamente vazios. A faixa etária acima de 18 anos está liberada desde o ultimo dia 26.

Na terça-feira, 3, a prefeitura já havia anunciado que iria exigir o cartão de vacina com ao menos a primeira dose contra a Covid na entrada da Vila Olímpica Roberto Marinho. A medida passa a valer nesta segunda-feira, 9.

A prefeitura estima que 146.343 pessoas acima de 18 anos ainda não tomaram a primeira dose - quase metade do estimado. O município pretende vacinar, no total, 299.632 pessoas. Na capital, vive cerca de 70% da população de Roraima.

Até essa quarta-feira, 4, a meta de vacinação na capital estava em: 164.229 (55,49%) vacinados com a primeira dose e apenas 40.529 (16,44%) com a segunda ou dose única, conforme o Vacinômetro, site criado pelo governo estadual para divulgar os números da campanha.

(*) Com informações do G1

Nenhum comentário